domingo, 22 de fevereiro de 2009

São fatos que trouxeram isso até aqui;


Estava com vontade de escrever algumas palavras até escrevi estas, li para alguém ali, por ali naquela direção, mas creio que faltou um pouco de atenção.
Nunca estive assim antes ouvi essas palavras do meu próprio coração, tão fechado tão imune a qualquer tipo de coisa que me leve a um lugar onde eu não quero que você pise.Alguns dias já se passaram e percebi que não era bem isso que eu pensava realmente o ‘achar’ não é certeza, coloquei meus pensamentos em ordem e decidi até que muitas coisas, como, por exemplo, ser carente mais não tirar os pré-conceitos a meu favor só porque preciso disso, muitas vezes eu estive pensando coisas absurdas sobre isso e realmente coisas impossíveis.Apesar de não gostar muito de dizer assim ‘na lata’ o que sinto, sei muito bem o que não sinto, sim claro já me apaixonei, sim por alguns meses, bom e ruim, acrescentou muitos pontos em minha visão.Mas hoje, não há nada aqui que posso fazer meus olhos brilharem, tenho pensamentos simples do que posso pegar, sentir chega de fantasiar como é quando eu supostamente estive amando.Falaram-me que alguém vai me balançar, sinceramente acho que preciso disso, foram algumas decepções e curtições, alguns dias pensativa outros rindo.
Estava ouvindo uma canção que me aliviou muito segue ela abaixo.


Há tanto tempo venho procurando Venho te chamando Você existe, eu seiEm algum lugar do mundo você vive Vive como eu Onde eu ainda não fuiComo é o seu rosto?Qual é o gosto que eu nunca senti?Qual é o seu telefone?Qual é o nome que eu nunca chamei?Se eu esbarrei na rua com você E não te vi meu amor Como poderia saber?Tanta gente que eu conheci Não me encontrei só me perdi Amo o que eu não sei de vocêComo é o seu rosto?Qual é o gosto que eu nunca senti?Qual é o seu telefone?Qual é o nome que eu nunca chamei?Sei que você pode estar me ouvindoOu pode até estar dormindoDo acaso eu não sei Talvez veja o futuro em seus olhos Pelo seu jeito de me olhar, Como reconhecerei você?


Você existe, eu sei – Biquíni Cavadão.



Foi assim o domingo, 22 de fevereiro de 2009.Sem muito a acrescentar, enquanto acabo de ler Gigolô de luxo, e como coloquei no meu objetivo antes do carnaval o termino e já parto para outro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário